Como fazer networking de forma genuína? Confira 4 boas práticas

Os impactos da época em que estamos vivendo atingiram muitos negócios no Brasil, o que gerou um aumento no desemprego. No entanto, em busca de novas oportunidades, muitas pessoas mudaram seu mindset e começaram a empreender.

Com isso, uma das dicas que vamos passar para quem quer iniciar uma nova vida como profissional autônomo(a) ou que está em transição de carreira, é como fazer networking genuinamente. Porque networking forçado também não é legal, sabe? A palavra vem do inglês (“net” = rede e “work” = trabalho) e significa rede de contatos, sendo uma prática bastante utilizada no meio empresarial.

Sabe quando você recebe o convite para um happy hour da empresa com outros(as) colaboradores(as) ou, até mesmo, uma reunião mais informal com outros(as) profissionais? Basicamente, estar presente e se comunicar nessas situações é uma das formas de gerar networking. Como diz o velho ditado: “quem tem amigos, tem tudo”.

Essa rede tem o poder de abrir muitas portas! Desde que você saiba como ampliá-la e desenvolvê-la. Melhor zelar por qualidade do que quantidade!

Networking é indispensável para quem deseja empreender ou passar por transição de carreira

Um dos conceitos que ressaltamos para todos que desejam abrir sua própria empresa ou ainda mudar de área ou carreira é enxergar o valor estratégico do networking. Isso é fundamental. Essa conexão com outras pessoas — que agregam conhecimento e trocam informações valiosas — ajuda a superar muitos dos seus desafios.

Pode parecer estranho para quem não tem o costume de adotar essa prática, mas algumas organizações agendam cafés da manhã com empreendedores. Nessa reunião, pedem indicações de investidores e clientes e ainda apresentam seus produtos e serviços – ou até a si mesmos enquanto profissionais do mercado.

Além disso, o entendimento de como fazer networking contribui para o crescimento profissional e pessoal de uma pessoa. Ainda, essa técnica não está ligada apenas a sua área de atuação. Ela pode se expandir para os mais diversos segmentos — o que proporciona o contato com outros(as) profissionais que trazem diferentes visões e inspirações.

As possibilidades que uma pessoa pode obter com essa prática são diversas. Por exemplo, parcerias reais, descentralizadas e que visam contatos em rede. Isso é algo diferente das parcerias mais tradicionais, que envolvem mais burocracia e falta de confiança.

Ainda, a atual era da transformação digital tem como consequência uma mudança no modo com que as pessoas se comunicam, interagem, consomem e atendem as suas necessidades. Diante disso, muitos(as) empreendedores(as) apresentam desafios de networking.

Alguns incluem a valorização da construção da rede de relacionamentos e sua visualização de forma estratégica. A seguir, ensinaremos algumas dicas para desenvolver essa habilidade.

Como fazer networking bem feito?

Antes de tudo, reforçamos que o que profissionais devem ter em mente é que quantidade não significa qualidade. Não faz sentido acumular várias conexões e não investir no trabalho em rede.

Todos os seus frutos surgirão por meio das suas ações que focam a construção de uma rede de contatos funcional e equilibrada. Além disso, o networking não envolve apenas a comunicação interpessoal. Ele conta com sua personalidade e vontade de trabalhar de forma colaborativa.

1. Invista tempo em pessoas que agreguem valor

O primeiro passo para iniciar um networking é investir seu tempo a fim de aprofundar conversas com pessoas que podem contribuir para novas oportunidades. Se o relacionamento não estiver alinhado com seus objetivos, procure novas pessoas para criar vínculos. Geralmente, as possibilidades incluem:

  • novas parceiras;
  • chances da criação de um negócio digital ou físico;
  • relacionamentos sólidos etc.

Encontrar pessoas que podem contribuir com seus propósitos pode aumentar as chances de atingir suas metas.

2. Use as redes sociais a seu favor

A segunda etapa de como fazer networking tem a ver com o foco nas mídias sociais. A quantidade de pessoas nesses meios de comunicação já era grande, mas com a pandemia de COVID-19, ela aumentou.

Por exemplo, o LinkedIn — a rede mais voltada para conexões profissionais — tinha 560 mil horas de conteúdos assistidos pelos internautas. Nesse período, ela passou para 1,7 milhão de horas. Isso representa um número três vezes maior.

Instagram, Facebook e Whatsapp tiveram um crescimento de 40% nesse momento. Então, procure estabelecer seu perfil, conectar-se e interagir com seus contatos. Essa é uma forma de fazer tudo sem sair de casa. Também, é uma maneira de aproveitar seu tempo e sua transição de vida com inteligência.

3. Desenvolva assuntos que tenham valor no contexto atual

O terceiro passo diz respeito às conversas que você pretende estabelecer com outras pessoas. Nessa hora, é importante ter em mente os assuntos da atualidade, como também os conhecimentos sobre sua área de atuação.

Com isso, cada profissional criará uma imagem mais apurada de si e dominará assuntos relevantes. Não se esqueça da nossa frase mestra: qualidade em vez da quantidade. Nessa etapa, esse conceito é essencial.

Outro fator importante ao manter essas conversas relevantes, é a apresentação da sua capacidade e autoridade em determinado tema. Dessa forma, você conseguirá aumentar sua credibilidade e autonomia como freeworker. Nossas dicas são as seguintes:

  • inicie o diálogo;
  • faça perguntas pertinentes;
  • tenha cautela nos seus questionamentos;
  • aprofunde mais a conversa;
  • ouça mais do que fale. A não ser que lhe perguntem bastante.

4. Participe e busque agregar nos debates dentro de grupos e comunidades fechadas

Por fim, o ideal para alguém que está começando a aprender como fazer networking é participar de grupos, espaços de coworking e comunidades. Porém, não é apenas entrar neles e não participar. O(a) profissional em transição precisa se aprofundar nessas redes. Para isso, há várias oportunidades, como:

  • listar eventos, simpósios, convenções, hackathons, palestras, etc. para comparecer e aumentar o número de contatos;
  • abrir sua mente para conhecer e conversar com todas as pessoas por quem se interessar;
  • montar um pitch para assuntos rápidos, que possam se transformar em conversas longas e relevantes. No final, vocês podem trocar o número de celular e estabelecer vínculos profissionais;
  • determinar seu objetivo e tipo de pessoa com a intenção de conhecer investidores, empresários(as), parceiros(as) ou clientes.

Assim, é possível ter uma preparação ao se aproximar de determinada rede de contatos, a fim de gerar bons assuntos e se aproximar de grandes nomes do mercado. Além disso, siga as redes sociais de pessoas interessantes para se inspirar e ter referências futuras. Isso poderá beneficiar você ao longo dos anos ou quando seu negócio ou nova carreira estiverem bem estabelecidos.

Quais metas devo estabelecer para fazer networking?

Muitas vezes, as conexões a serem estabelecidas estão ligadas tanto ao meio profissional quanto ao social. Para realizar um networking eficaz, existem algumas metas a serem cumpridas. Normalmente, elas indicam que você está na direção correta. São elas:

  • conhecer, pelo menos, cinco pessoas novas a cada oportunidade especial/evento;
  • manter presença nas redes sociais. Para efeitos profissionais, recomendamos o LinkedIN;
  • participar de um ou dois grupos ou eventos por mês — relacionados a sua área;
  • ser amigável;
  • demonstrar valor, de forma que os conhecimentos e os conteúdos relevantes são propagados dos dois lados;
  • comportar-se como líder, nem que seja líder de si mesmo(a).

Ao aplicar as dicas de como fazer networking, entender sua importância e cumprir as metas, você estará pronto(a) para obter sucesso e ótimos contatos. Então, investir nessa prática se torna uma necessidade para quem está em uma transição de carreira. Ela também impacta quem deseja estabelecer novas parceiras, negócios e realizar o sonho de trabalhar com o que ama.

Agora que você tem ainda mais clareza sobre como fazer networking de forma genuína, que tal se atualizar em torno de outros temas e termos da nova economia e com isso ter ainda mais assunto para falar com pessoas interessantes? É só se inscrever no rodapé deste artigo para receber notificações de novos artigos no ar!

****** ****** ****** ****** ****** ****** ****** ****** ****** ******

A Lifelong Workers contribui para que você inicie uma carreira como freeworker explorando as habilidades que já tem no agora, te esclarecendo quais outras skills podem ser importantes a depender de seus planos futuros e te preparando para atuação em outras carreiras, áreas e setores bem condizentes com as novas economias. Tudo em prol de uma vida em que trabalhar está longe de ser um peso em nela. E sim, um grande prazer.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

3 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.