perfil feminino com a imagem de uma supernova universo sobreposta a sua cabeça

Inteligência Espiritual: use a bússola do coração para sua realização profissional

Se você começou essa leitura achando que vamos abordar algo filosófico, terapêutico ou de “auto-ajuda”, se enganou. Até porque a inteligência espiritual não tem nada a ver com religião ou filosofia.

Inteligência espiritual é a busca de um sentido para as nossas vidas. E um pouco mais, que exploro mais abaixo. É por meio dela que temos a capacidade de escolher e avaliar se algo faz sentido ou não.

E, foram cientistas, de várias partes do mundo, que nomearam e divulgaram a inteligência espiritual como uma das três principais inteligências humanas. Logo após descobrirem uma área do cérebro que chamaram de “Ponto de Deus”

O tema começou a despertar grande interesse em função de uma preocupação crescente no mundo corporativo: o baixo engajamento, insatisfação e problemas com a saúde mental dos colaboradores.

Portanto, neste artigo não falaremos de movimentos sobre como ser uma pessoa melhor e sim em como viver melhor em ambientes cada vez mais egocêntricos e estressantes.

QI, QE e QS: o “QQ” é isso?

QI, QE e QS são quocientes que demonstram os níveis de inteligência dos seres humanos.  

O termo QI ou quociente de inteligência já é nosso velho conhecido. Ele foi identificado e utilizado a partir da década de 80 como medidor da inteligência intelectual dos indivíduos. 

Na mesma época, o  psicólogo Howard Gardner desenvolveu a teoria das inteligências múltiplas (linguística, musical, lógica etc), transformando a maneira de olhar para os métodos de aprendizagem.

E, levantando a questão de que somente a inteligência intelectual (limitada pela linguagem e matemática) não é o suficiente para definir o nível de inteligência humana. 

Com esse gancho, no início dos anos 90, o psicólogo Daniel Goleman, mostrou que apesar de sua importância, um QI alto não garante o sucesso ou a felicidade para ninguém.

Aspectos como empatia, motivação, gratidão, relacionamento interpessoal, entre outras habilidades, é que estão diretamente atrelados ao sucesso ou insucesso das pessoas.

E o conjunto dessas aptidões é o que hoje chamamos de QE (quociente / inteligência emocional). E o QS?

QS: Quociente Espiritual ou Inteligência Espiritual

Que atire a primeira pedra quem nunca se questionou:

  • Qual o sentido da minha vida? Do meu trabalho?
  • Dos meus relacionamentos?
  • Por que escolhi essa área de atuação?
  • Que diferença estou fazendo para o mundo?
  • Por que resolvi ler esse artigo?

“Estamos mais perto de Deus quando fazemos perguntas do que quando pensamos que temos as respostas” 

Rabino abraham heschel

A busca por um sentido, por significado é a principal motivação do ser humano. E é esse o ponto de base do QS, trazer um propósito para o que fazemos e direcionar às duas outras inteligências onde investir suas energias. 

Ou seja, o QS ou Inteligência Espiritual é tão importante que o não cultivo dela pode inibir o uso do seu QI e do seu QE. 

Colocada graficamente, a Inteligência Espiritual é associada ao uso do cérebro como um todo, enquanto o QI foca o lado esquerdo (racional) e o QE, o lado direito (emocional).

Chamada também de “ciência da alma”, a inteligência espiritual é de onde vem nossa intuição, criatividade e o contato com nossa verdadeira essência.

Podemos dizer, a grosso modo, que:

A inteligência espiritual é a capacidade do ser humano equilibrar sua razão (QI) e sua emoção (QE) com o mundo exterior – de acordo com suas crenças, valores e ações corretas –  e assim, encontrar o seu propósito de vida.”

O ponto de Deus: apresentando a área da inteligência espiritual no cérebro

Cientistas identificaram no cérebro humano uma área que nomearam de “ponto de Deus”, que seria responsável pelas experiências espirituais e a busca por significado e valores para a vida. 

“Quem tem porque viver pode suportar quase qualquer como”

Nietzsche

No livro QS Inteligência Espiritual, a física e filósofa americana Danah Zohar detalha esses estudos e mostra que a inteligência espiritual amplia a visão das pessoas, dá voz a intuição, torna-as mais criativas e se manifesta por meio da necessidade humana pela busca de um propósito.

O “ponto de Deus” é a área que desenvolve o perdão, sensibilidade, compaixão, criatividade, fazendo com que o indivíduo passe a ver e agir de forma diferente perante as circunstâncias da vida.

A inteligência espiritual é que permite integrar as emoções intrapessoais e interpessoais, diminuindo a distância entre o eu e o outro.

Existem pessoas que acreditam em Deus, mas que possuem baixa inteligência espiritual, pois vivem suas vidas de acordo com as convenções que lhes foram impostas. 

Da mesma forma, pessoas que não acreditam em Deus podem ter alto nível de inteligência espiritual pelo simples fato de quererem encontrar o equilíbrio do “eu” com o mundo em que vivem.

A Dra. Danah tem sido muito procurada por grandes companhias interessadas em desenvolver o quociente espiritual de seus funcionários e dar mais sentido ao trabalho.

Ela inclusive já esteve no Brasil, falando sobre isso e foi entrevistada pela jornalista Suzana Naiditch da revista Exame, e recomendo muito essa leitura.

O que trabalho tem a ver com espiritualidade?

A espiritualidade, sem conotação religiosa, é um movimento universal e crescente no mundo corporativo. 

Mas por que isso? 

O mundo dos negócios atravessa uma crise de sustentabilidade, pois com foco somente no dinheiro, devasta recursos e promove a desigualdade global. Isto gera uma crise de liderança e destrói a saúde e a moral de todos cujas vidas são afetadas pela empresa.

Espiritualidade nos negócios significa simplesmente trabalhar com um sentido mais profundo de significado e propósito na comunidade e no mundo, tendo uma perspectiva mais ampla, inspirando seus funcionários. 

A grande maioria, não sabe mais o que é a vida, qual é o jogo que jogamos e nem quais são as regras. Falta-nos um sentido profundo de objetivos e valores fundamentais. 

Quando essa busca por sentido deixa de ser satisfeita, a vida nos parece vazia, sendo a principal causa do estresse e origem de muitas doenças.

Tem um sentido a minha vida? A vida de um homem tem sentido? Posso responder a tais perguntas se tenho espírito religioso. Mas, “fazer tais perguntas tem sentido?” Respondo: “Aquele que considera sua vida e a dos outros sem qualquer sentido é fundamentalmente infeliz, pois não tem motivo algum para viver”.

Albert Einstein

A espiritualidade nos torna mais universais e menos individualistas, nos leva ao interesse do bem estar de todos, à compreensão que só através do autoconhecimento podemos nos relacionar com o universo.

Como colaboradores espiritualmente inteligentes podem beneficiar as empresas?

Colaboradores com QS elevado fazem sempre mais do que se espera delas. Algo para além da empresa. Quem trabalha unicamente por dinheiro, não faz o melhor que pode. 

Nas empresas em que se busca desenvolver espiritualmente os funcionários, a produtividade aumenta através da motivação, tornam-se mais criativos e menos estressados. 

As pessoas dão tudo de si quando se procura um objetivo mais elevado. Se as organizações derem espaço para as pessoas fazerem algo mais, se souberem desenvolver em cada indivíduo sua inteligência espiritual, terão mais resultados, mais rapidamente.

Como desenvolver a Inteligência Espiritual

Todos nós temos inteligência espiritual, mas seu nível dependerá da consciência e desenvolvimento de cada um. Em muitos estudos é usado o termo “desobstruir” o caminho. 

Fortes impactos emocionais, traumas, inseguranças, fobias e baixa autoestima são exemplos de impedimentos que precisam ser cuidados para acessar melhor sua inteligência espiritual.

Danah Zohar, autora do livro “QS – Inteligência Espiritual”, recomenda a quem quer aprimorar sua inteligência espiritual que trabalhe e desenvolva o seguinte: 

As 10 qualidades comuns às pessoas espiritualmente inteligentes 

  1. Praticam e estimulam o autoconhecimento profundo – tem consciência de quem são;
  2. São levadas por valores. Agem de acordo com seus princípios e assumem a responsabilidade por suas vidas;
  3. Têm capacidade de encarar e utilizar a adversidade. São receptivos ao que nos rodeia, por meio da calma interior que traz o equilíbrio livre dos medos, pensamentos obsessivos, preocupações excessivas, etc;
  4. São holísticas: tem um sentimento de integração e sabem se conectar com tudo que as rodeiam;
  5. Celebram a diversidade, valorizam as pessoas pelo que são, aceitando o que nos diferencia ;
  6. Têm independência;
  7. Perguntam sempre “por quê?”;
  8. Têm capacidade de colocar as coisas num contexto mais amplo. Desenvolvem a resiliência;
  9. Têm espontaneidade e ouvem sua intuição;
  10. Têm compaixão e empatia

Vale a pena um momento para refletir como você tem usado sua inteligência espiritual e se está prestando atenção aos questionamentos da sua “alma”. 

Como está a relação com a sua intuição? Com seus valores e sua essência? Vale muito olhar para isso.

Pelo fim da cultura espiritualmente estúpida!

Leia também: Criando Trabalhos Com Alma, escrito por Claudia Vaciloto que esteve conosco em nosso programa “Trocas que Transformam”, onde abordarmos melhor o tema da inteligência espiritual. Acesse por aqui e assiste mais essa Troca que foi incrível.

Transforme-se conosco.

**************

Quer saber mais sobre a ressignificação do trabalho, de nossa renda e de nossa vida ao longo dela?

Leia artigos interessantes em torno da ressignificação do trabalho, da renda e da vida – ao longo dela – em nosso blog.

Conheça a jornada de criação de cenários futuros pessoais, assim como os seus benefícios.

E, fique por dentro de tudo o que rola no novo mundo do trabalho, novas economias e a regeneração dos sistemas – e de nós mesmos – nos acompanhando pelo

LinkedIN, Youtube, Instagram e Facebook.

“PORQUE SE REINVENTAR FAZ PARTE DE NOSSA NATUREZA LIFELONG WORKER”

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.