Período sabático: por que não me dar esse luxo? - Blog Lifelong Workers | Ressignificando o trabalho, a renda e a vida ao longo dela.
período sabático com a família

Período sabático: por que não me dar esse luxo?

É fato que rotina consome nosso tempo. Falta tempo para pensar se estamos no lugar certo, na carreira certa, fazendo o que realmente desejamos. Já pensou em tirar um período sabático?

Luxo? Depende do ponto de vista. Você vive para trabalhar ou você trabalha para viver? Uma hora a exaustão da vida moderna vai te afetar e você vai ter que parar e cuidar de si.

Quando isso não acontece por nossa livre escolha, tende a acontecer de outras formas. Você não vive, viveu ou conhece alguém nessas situações?

Mas muitas pessoas ainda tem uma enxurrada de dúvidas. “O que é um período sabático?”, “Como arrumar dinheiro para isso?”, “Quanto tempo precisa levar esse período?”, “É igual a férias?”

Período Sabático: Tire o tempo que for preciso

O período sabático ou ano sabático vem do hebraico shabat, que significa “descanso”. Refere-se a um período de descanso da terra descrito no livro sagrado do povo judeu.

Hoje é conhecido como o dia que os judeus se recolhem, ficam sem trabalhar. Também é popularmente usada para expressar um período que as pessoas tiram para si.

Não precisa ser exatamente um ano sabático. Podem ser algumas semanas, meses ou um ano, o importante é se permitir fazer essa pausa.

Não há regras para dar esse descanso. Não existe uma idade ou um momento certo para fazer isso. É comum que ele aconteça logo após um ciclo de trabalho intenso.

Como saber se este período está chegando ao fim para você? Você mesmo encontrará a resposta!

Ao avaliar o quanto descansou a mente, percebeu-se se inspirando com frequência novamente, além de conhecer a sua própria limitação financeira.

Olhar sua vida por outros ângulos te leva a descobertas até então jamais imaginadas

O que precisamos compreender é que o período sabático vai além de repensar a carreira.

É uma oportunidade de entender os processos comuns que fazem parte do dia a dia, tomar consciência e se colocar a serviço do mundo.

E também refletir sobre seus valores e sonhos, e assim, descobertas incríveis inevitavelmente surgirão em sua mente, emoções e coração.

Para ser Lifelong Worker feliz é preciso passar por um momento de autoconhecimento para assim descobrir o que faz você sair da cama diariamente, independente dos obstáculos.

E o período sabático pode te ajudar bastante com essa tarefa.

Porque, às vezes, só se afastando da rotina, com um olhar de longe, que conseguimos perceber onde estão os erros e acertos. Acredite, os resultados serão sentidos para o resto da sua vida.

Muitas pessoas que já passaram por esse processo relatam melhora na tomada de decisões, na comunicação, nos relacionamentos interpessoais, na saúde em todos os âmbitos…

Ano sabático não é férias 

Então, para quem achou que eram férias, pode esquecer. O objetivo aqui é sair da rotina sim, mas no sentido de se preparar para retornar para a própria vida mais tarde com um propósito de vida revigorado.

Não pense também que é um período de fuga. Por isso é preciso deixar claro os objetivos. Dê um foco a esse “descanso” para essa experiência ter um sentido maior.

Você pode aproveitar esse tempo para aprender um novo idioma, conhecer culturas diferentes e usufruir da criatividade que o ócio costuma oferecer.

“A verdadeira viagem de descobrimento não consiste em procurar novas paisagens, e sim em ter novos olhos” Marcel Proust

As descobertas podem te impressionar. Ao sair desse automático, pode se dar conta que a vida que leva não combina mais com você. Que seu estilo de vida e sua carreira não estão mais alinhados aos seus valores.

E assim ressignificar muitos conceitos. Mesmo que descubra que ama o seu “normal”, você vai passar a olhar de forma diferente para a sua carreira e o papel que desempenha no mundo.

Não deixe o medo paralisar seus projetos

É claro que quem tira um ano sabático – ou mesmo um período sabático mais curto – precisa lidar com uma série de questões que impede muitas pessoas de seguirem em frente com o projeto.

Como, por exemplo, um possível medo de instabilidade financeira, a manutenção de um emprego, compreensão da família e amigos e a própria mudança de vida.

O medo, muitas vezes, é o impeditivo principal de se dar o primeiro passo para um período sabático. Quem não tem medo de passar aperto?

Ou qual emprego dá a oportunidade do funcionário sair por alguns meses para repensar a vida?

Aliás, cada vez mais, empresas estão apostando na ideia, mas ainda está longe de ser uma ação acessível para a grande maioria das pessoas em sistema CLT.

“Nem sempre funciona, mas se você não tentar, ‘nem sempre’ vira ‘nunca’” Aldo Novak 

E será que a família vai entender que você precisa ficar longe deles para se tornar uma pessoa melhor? E o principal: você está preparado para essa transformação e sair de sua zona de conforto?

Como falamos antes, não se trata de férias. Então, sim, você vai ter que planejar esse ano sabático e dedicar energia a ele. É para se entregar de verdade!

Planeja seu período sabático

Para iniciar essa expedição é preciso se preparar antes mesmo de iniciar o período sabático. Dê um passo de cada vez e vá com calma, pois não é o tipo de decisão que se toma de um dia para o outro.

  • Comece identificando os motivos que te levam a querer encarar essa jornada. Para ser transformador, você precisa ter um objetivo.
  • Planeje seu tempo e seu dinheiro para tornar esse período sabático possível. Você não pode passar pensando em como resolver problemas financeiros, então faça isso antes.
  • Tente negociar um afastamento com a empresa.
  • Aprenda a viver com menos, reduzindo o apego a bens materiais.
  • Reflita sobre os seus valores, pois você vai questioná-los durante a sua trajetória. O que quer que continue com você? O que precisa deixar ir?
  • Trace uma meta: observe onde você está e veja aonde quer chegar. Pense o que pode ser limitante nas suas crenças para ajudar no desenrolar do processo. Abrace novas oportunidades.

Com tudo certo, o ano sabático será mais proveitoso e sua experiência pode ser transformadora. Acredite. Todo mundo precisa encarar esse mundo de descobertas uma vez na vida.

Afinal, tudo vale a pena quando a alma não é pequena!

***** ***** ***** *****

Quer saber mais como ser Lifelong Worker feliz, aprender a se reconectar e planejar os seus próximos movimentos? Participe de nossa jornada de partida, o “Experimente-se como Lifelong Worker”. Saiba mais aqui.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.