Mulher planejando seu futuro em tela futurística, clicando em diversas informações digitais bem a sua frente

Planejamento Estratégico Pessoal X Foresight Estratégico Pessoal

Um Planejamento Estratégico Pessoal (PEP) é algo que nos ajuda muito a atingir determinadas metas que colocamos para nós mesmos. Mas, quantos destes planos contam com uma série de variáveis fora de nosso controle? Esta é uma primeira diferença entre ele e o Foresight Estratégico Pessoal (FEP).

Ou seja, para o famoso mundo VUCA que vivemos – Volátil, Incerto, Complexo e Ambíguo – muitas novas ferramentas, métodos e metodologias começam a aparecer para nos ajudar a, em meio a um sentimento de caos, encontrar uma certa ordem.

Particularmente eu sempre repito por aí que eu não acredito em fórmulas prontas e sim na capacidade de cada pessoa criar a sua própria receita. Mas precisamos sem dúvida sermos desenvolvidos para isso.

E parte desse desenvolvimento é nos instrumentalizarmos melhor para o que este século já demanda e ainda demandará de nós.

Vamos então entender um pouco melhor qual é a diferença do Planejamento Estratégico Pessoal (PEP) e do Foresight Estratégico Pessoal (FEP)?

Como para todas as escolhas na vida, há prós e contras. Há benefícios a serem colhidos e algumas renúncias que precisam acontecer.

E esta tudo certo – desde que tenhamos consciência de nossas escolhas e suas consequências.

Antes de mais nada, mas o que é estratégia mesmo?

Bom, o primeiro ponto em comum é que ambos são pautados em decisões estratégicas. Mas afinal, o que é estratégia?

Estratégia é a forma que determinamos que alcançaremos um determinado objetivo. Esta forma pode se dar como um plano ou manobras, por exemplo – sempre ser perder de vista este resultado que se espera alcançar.

Mas atenção: ter uma estratégia em mente ou mesmo documentada não significa que você irá atingir este resultado.

Primeiro, porque talvez a sua estratégia não seja boa ou adequada. Segundo porque não basta ter uma boa estratégia, você precisa saber como colocá-la em ação, precisa se instrumentalizar.

“A cultura engole a estratégia no café da manhã” Peter Drucker

Ainda em terceiro lugar, se temos uma estratégia, mas não observamos qual é a nossa cultura e como ela muita vezes nos sabota, de nada adianta ter um planejamento estratégico pessoal incrível e nem mesmo um foresight estratégico pessoal muito coerente.

Acima de tudo precisamos atuar na ressignificação de aspectos culturais e nossos valores. Ou então… toda a estratégia será sim engolida pela cultura não mais condizente com os novos tempos.

Uma dica de ouro em relação a revisão de nossa cultura? Comece a ressignificar a sua confiança. Tanto a que tem sobre si, quanto a que (não) tem em relação aos outros. ; )

O que é o Planejamento Estratégico Pessoal ou PEP?

O Planejamento Estratégico Pessoal é o Planejamento Estratégico Corporativo, porém adaptado e aplicado para a vida de uma pessoa.

Basicamente se trata de definir uma meta ou resultado esperado em um determinado período de tempo e então partir para o levantamento de dados e fatores pautados no contexto presente.

É muito comum em um planejamento estratégico também se buscar dados do passado. E a partir destes levantamentos, iniciam-se algumas projeções para o futuro.

O planejamento estratégico pessoal pode ser útil em contextos de mundo mais estáveis, assim como de certa forma foram os últimos 30 anos do século passado, apenas como uma referência.

Mas o que acontece nos dias de hoje com quem ainda o utiliza?

Bom, se você tem a oportunidade de acompanhar o Planejamento Estratégico de sua empresa, deve saber bem qual é a resposta.

Se não está ou nunca esteve envolvido com Planejamento Estratégico, vou te contar então apenas o que julgo ser mais crítico: não tem funcionado mais. Há alguns anos já.

As equipes investem horas e horas criando e documentando o Planejamento Estratégico para os próximos 3 a 5 anos.

E é impressionante como mesmo a cada ano todos tendo que rever o planejamento o tempo todo, a grande maioria das pessoas e empresas continua fomentando o “by the book“.

Ou seja, uma cultura em que quase todo mundo percebe que o Planejamento Estratégico nunca é efetivado como planejado, mas ainda assim, continuamos a repetir o processo.

Pare para refletir sobre os custos envolvidos neste processo de revisões intermináveis. Ou seja, muito trabalho para pouco resultado.

Creio que essa repetição de comportamento se dá por falta de conhecimento generalizado de novas abordagens estratégicas.

Seja para os negócios, seja para a sua vida. A máxima do “melhor com ele do que sem ele”. Será?

O Foresight Estratégico Pessoal ou FEP: uma nova abordagem sistêmica e visionária

Eu mesma tomei a liberdade neste artigo de nos referirmos ao Foresight Estratégico Pessoal como FEP. Da mesma forma que o Planejamento Estratégico Pessoal acabou por se tornar conhecido pela sigla PEP ao longo do tempo.

Mas o que é Foresight Estratégico Pessoal ou FEP?

Sugiro a leitura deste outro artigo que escrevi, esclarecendo a diferença entre o FEP e o Coaching de Carreira. Nele eu também explico o que é tanto o Foresight Estratégico, quanto como ele se dá no contexto pessoal.

Neste artigo de hoje focarei em esclarecer algumas das principais diferenças em relação ao Planejamento Estratégico, já que volta e meia é muito confundido com ele, tal qual acontece na aplicação em organizações e governos também.

**** **** **** ****

INSCREVA-SE PARA O WORKSHOP MINHA VIDA & TRABALHO RUMO A 2025, ONDE VOCÊ CRIARÁ OS SEUS PRÓPRIOS CENÁRIOS FUTUROS ALTERNATIVOS E CHEGARÁ TAMBÉM EM UM PREFERIDO PARA COMEÇAR A BUSCAR VIVÊ-LO DESDE JÁ: SAIBA MAIS AQUI

**** **** **** ****

Principais diferenças entre o Planejamento Estratégico Pessoal e o Foresight Estratégico Pessoal

A principal diferença entre estas duas abordagens é que no Foresight Estratégico, não focamos em projeções.

Não nos pautamos em dados do passado e do presente para entender como chegaremos em um futuro daqui a 3, 5, 10 anos.

Partimos de um outro princípio: primeiro exploramos uma série de futuros alternativos e há técnica envolvida nisso. Só depois dessa etapa, começamos a delinear qual seria o nosso futuro mais desejado.

Não de forma aleatória, simplesmente um sonho com ar “utópico”. Mas sim com um olhar ampliado sobre o que o Futuro pode nos trazer, a gente gostando das hipóteses ou não.

“No Foresight Estratégico Pessoal, passamos a atuar mais em torno de oportunidades e como aproveitá-las e menos em torno dos problemas.” Cassiana Buosi

Apenas depois de concluirmos estas etapas essenciais é que começamos a compreender alguns marcos, digamos assim, factíveis e que estejam mais ao nosso alcance.

Estes marcos podem influenciar e muito a jornada rumo ao nosso futuro desejado.

O Foresight Estratégico Pessoal é mais abrangente, colaborativo, flexível e visionário do que o Planejamento Estratégico Pessoal e isso se dá por conta de sua diferente abordagem, totalmente pautada em Estudos sobre Futuros, que é um novo campo de atuação no mundo.

Benefícios de você aplicar o Foresight Estratégico em sua vida, em seus projetos de vida e profissionais

São inúmeros os benefícios, mas tem um, em particular, que é o que eu mais vejo valor: incorporarmos o Pensamento de Futuros – ou Futures Thinking – em nossa rotina funciona como uma espécie de treino de musculação de nossos pensamentos antecipatórios.

E a partir do momento em que isso se torna um hábito, estamos nos fortalecendo para aumentar a nossa resiliência e flexibilidade, duas grandes habilidades dos profissionais do século.

Conheça outros benefícios neste outro artigo, onde eu também expliquei um pouco sobre Futures Thinking ou Pensamentos de Futuros, mais uma grande competência do século.

Por onde começar: Planejamento Estratégico Pessoal ou Foresight Estratégico Pessoal

O fato de Foresight Estratégico Pessoal, ou FEP, ser uma abordagem mais condizente com a conjuntura atual em que vivemos, não significa que exercitar o seu Planejamento Estratégico Pessoal, ou PEP, não tenha o seu valor.

Pelo contrário, se encarado não como algo fixo e sim como um ponto de partida para que você comece a se entender melhor com o planejamento de sua vida de uma forma geral e de como se preparar para alcançar determinados resultados, sugerimos que veja este ótimo material criado pelo Sebrae em parceria com a Endeavor.

Qual é um grande benefício de investir nisso? É que o termo em si, assim como suas aplicações, por permear o nosso mundo há no mínimo uns 40 anos, tem muito mais material de apoio assim como especialistas para te ajudarem.

Já o Foresight Estratégico Pessoal é uma disciplina muito mais recente. O Foresight Estratégico por si só é algo que agora, nestes últimos anos, tem se tornado mais difundido e aplicado especialmente nos países mais desenvolvidos.

A vertente voltada para aplicação pessoal, assim como no caso do PEP, passou a ganhar atenção alguns anos depois.

Aqui no Brasil quase não temos ouvido falar disso e por isso mesmo a Lifelong Workers decidiu ajudar a disseminar não apenas o conhecimento, como também tutorear pessoas na sua aplicação prática.

Se quiser conhecer ainda mais sobre como isso funciona, conheça o nosso workshop chamado “Minha Vida & Trabalho Rumo a 2025”, saiba mais aqui.

Nele, que é um workshop beeem mão na massa, tenho o prazer de guiar o pessoal em seus processos de desenvolvimento mais autodirigidos.

Bora com a gente construir a sua jornada pessoal para 2025, em vez de viver narrativas de outras pessoas? : )

**** **** **** **** **** ****

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.