Fotografia surrealista de homem negro de perfil

Transformação sem sair da zona de conforto: haja criatividade!

Transformação parece ser a palavra da vez – mas por mais que você reconheça que precisa se mexer, talvez também sinta que não quer sair de sua zona de conforto – seja por falta de tempo, medo, preguiça ou o que quer que seja. A criatividade poderia ajudar na solução deste impasse?

Outro dia fui questionada por um grande portal de notícias sobre porque grandes inovações costumam surgir como frutos de períodos de crise. E notei que esta questão ressoou muito em minha mente por dias, mesmo tendo dado uma resposta mais imediata para a questão.

Além de dar aulas em uma faculdade que atuo sobre criatividade, também me aprofundo cada vez mais em física quântica pela linha de Amit Goswami. E nela, ele explora a criatividade e a transformação que nasce dela de uma forma que eu nunca tinha me deparado antes em nenhuma outra leitura sobre o tema. Na qual inclusive me faz refletir muito sobre a certeza que tantos dizem por aí que é inevitável que a gente abandone nossa zona de conforto. Será?

Para sermos criativos precisamos mesmo sair da zona de conforto?

Me lembrando aqui sobre tantas pesquisas que realizo em torno de disrupção desde a defesa de meu TCC no MBA de inovação em 2013, existe uma tese que diz que o ser humano não consegue lidar nem um pouco bem com disrupções o tempo todo. E o que mais tem acontecido em nossa sociedade, especialmente após a virada do século, é uma disrupção atrás da outra.

Talvez não tenhamos sentido tanto todas elas em nosso dia-a-dia. Isso pode depender muito de sua área de atuação. Eu, como atuo com inovação por meio do design, foresight estratégico e empreendedorismo há alguns anos, sou impactada por vários casos com alta frequência.

O que percebo que muda de forma generalizada a partir de 2020, é que praticamente tudo e todos foram compelidos a se transformarem por completo de uma hora para a outra. E muitos não sabem nem por onde começar, como mudar de forma tão acelerada. Mas a pergunta é: será que todos precisam agora sair da zona de conforto? E mais: criatividade só vem se conseguirmos sair desta zona?

E se você está feliz e contente em sua zona de conforto e nada temeroso(a) em relação ao que está por vir? Por que sair dela? Talvez só faça sentido sair dela se a descrição que acabei de trazer não for válida para você. Aí sim você terá que se esforçar sim, mexer vários pauzinhos para resolver seu problema.

Caso contrário, estar num momento de paz e numa ótima zona de conforto pode ser a condição ideal para se buscar pela criatividade fundamental. Afinal, esta sim – e só ela – assegura uma verdadeira transformação em nossas vidas, sociedade e sistemas.

Transformação em períodos de crise: por que nossa criatividade é estimulada?

Bom, primeiro vale lembrar que a criatividade que surge neste momento tende a ser muito mais a situacional do que a criatividade fundamental, esta segunda a verdadeiramente mais transformadora. O que não faz da situacional algo inválido, de forma alguma, apenas ela costuma ser mais incremental do que disruptiva.

Isso é melhor compreendido quando entendemos o fenômeno da criatividade pela física quântica, que hoje nos traz entendimentos muito avançados para o tal “a-há” ou “tive um insight!”.

Sair da zona de conforto demanda muita energia de nosso cérebro, isso já é provado pela neurociência. Então, quando a situação parece estar bem e a grande maioria das pessoas percebendo que suas necessidades básicas estão sendo atendidas, criatividade e transformação tendem a estar a todo vapor apenas em áreas, organizações e pessoas que ora atuam com isso como área fim ou ainda a aqueles inquietos – no bom sentido – por natureza.

O que é uma minoria da grande massa. A maior parte das pessoas prefere estar em um navio com um bom comandante a frente dele, acreditando que se um grande obstáculo ou tempestade está por vir, este comandante saberá como preparar a todos – e a tempo – para que todos superem minimamente bem o que está por vir.

Já em períodos de crise, de tendência ao caos, de recessão, especialmente quando algo muito repentino acontece, o modelo mental padrão passa a ser outro. Parece que vira uma chave geral e quase todos pensam: “bom, daqui em diante, é tudo ou nada.”. E no inconsciente de cada um – às vezes até mesmo bem consciente – este tipo de período vira ume espécie de grande álibi.

“Se minha/nossa decisão for não tão assertiva, podemos dizer que a situação já era mesmo quase que insustentável… tentamos tudo o que estava ao nosso alcance”.

Então aí, o que rege parece ser: agora vale tudo. Até ideias antes tidas como tolas, passam a ser discutidas entre as equipes como “boas”. Então, muitas vezes a transformação vem simplesmente de se colocar aquele plano “louco” da fulana ou do beltrano para rodar. E a mágica “acontece”!

Ideias para ganhar dinheiro de forma criativa: comece a transformação por si mesmo

Este parece que tem sido um pensamento constante na mente de muitos de nós: em meio a tudo o que estamos vivendo, cenário de retração econômica global, desestabilização dos empregos e de muitos negócios… quais são boas ideias para ganhar dinheiro num futuro próximo?

Tem muita coisa para explorarmos juntos neste questionamento, por isso naturalmente precisamos continuar esse papo todo com mais tempo. Mas se posso contribuir com algo de imediato e que é muito simples de ser colocado em prática desde já é: comece a meditar.

A meditação, por si só, contribuirá significantemente com um despertar sem limites para a sua criatividade. E também ajuda muito para que a gente se conheça melhor. E este processo, quando se torna um hábito, passa a transformar a sua vida e todo o seu entorno.

Quando você começa a se dar conta da transformação que está ocorrendo com você mesmo e seu modo de ver o mundo e as pessoas nele, sua relação com o dinheiro tende a ser impactada também.

E a chance de tudo isso culminar em ideias criativas para se ganhar dinheiro, de forma que faça muito sentido para você, mas também para o mundo e sociedade geral, é altíssima. E afirmo isso por ter experimentado toda esta jornada – e ainda estar curtindo-a, muito.

Nem tudo são flores. Mas TUDO é aprendizado. ; )

Nos siga no LinkedIN e fique por dentro de nossa agenda de webinários gratuitos e tantos outros conteúdos bacanas que dividimos por lá em torno da ressignificação do trabalho, da renda e de nossa vida – longa!

***                     ***                     ***

Achou este conteúdo útil para alguém que conhece? Uma simples ação pode mudar positivamente o dia de alguém. Compartilhe ou marque esta(s) pessoa(s). #juntossomosmelhores

***                     ***                     ***

Leia também:

10 dicas para iniciar um plano de transição de carreira ou de vida

ODS ONU #8: Crescimento Econômico Sustentável e Trabalho Decente

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

4 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.