mulher-jovem-sentada-tapando-os-ouvidos-e-mãos-oferecendo-celular-notebooks-megafone-ao-seu-redor.-Excesso-de-cobranças.

Existe vida além do “Propósito”

Aposto que você já ouviu algumas dessas afirmações: “Se você não tem um propósito sua vida é vazia e sem sentido!” ou “Uma vida sem propósito não é viver, é simplesmente existir!”

Já ouvi muitas vezes coisas desse tipo e sempre fiquei desconfortável. 

A princípio porque confundia propósito com “dom inato” e me sentia inferiorizada por ainda não ter descoberto um. Depois, porque não tinha certeza se o propósito que imaginava para mim era o correto.

Como se existisse um certo e errado para isso.

Para hoje, sei muito bem qual é o meu propósito: sobreviver a essa pandemia, me tornando uma pessoa melhor do que era antes dela.

“Mas isso não é propósito!” me dizem, e respondo “se não é o seu, tudo bem! Mas que é o meu, é!”

Como o filme “Soul” me ajudou a ressignificar o meu conceito de propósito

Confesso, sem vergonha, que comecei a pensar mais sobre o propósito de vida com um filme de animação da Pixar.

Pois “Soul” é um filme incrível e que, ao meu ver, vale muito mais para adultos do que para crianças.

É sobre Joe, um professor de música do ensino médio, apaixonado por jazz, cuja vida não foi nada como ele esperava. 

Quando finalmente chega o dia em que iria cumprir seu grande propósito, ele morre!

Daí em diante é uma reflexão atrás da outra sobre o sentido da vida, obsessões, sucesso, falta de dignidade em viver sem propósito e formas diferentes de olhar o mundo ao seu redor.

Sucesso: será que existe mesmo essa fórmula de sucesso, que nos cobram?

Não existe resposta certa ou errada aqui. Mas, para mim, o momento em que tive a maior sensação de sucesso na minha carreira corporativa, foi exatamente enquanto lidava com a minha demissão.

Acredite se quiser, mas essa situação que sempre imaginei que encararia como um fracasso total, chegou até mim bem diferente do que imaginava (ou temia).

Com a minha “carta” de demissão, recebi também uma chuva de depoimentos positivos e muito carinho, não só dos muitos amigos que conquistei mas de “clientes internos”, parceiros e de pessoas que nem tinham trabalhado diretamente comigo.

Foi aí que percebi que a minha forma de agir e trabalhar, com base nos meus valores, impactaram positivamente no dia a dia e na vida de diversas pessoas. Que o meu “ser” ajudou, inspirou e motivou muita gente.

Portanto, fui recompensada com uma corrente do bem enorme de pessoas que me “recomendam”, torcem e estão à disposição para me ajudar, até hoje.

Coisas que os resultados quantitativos, a performance convertida em bônus e que a (absurdamente) alta quantidade de horas trabalhadas nunca foram capazes de mensurar.

Isso facilitou muito minha compreensão de que meu papel “executivo” tinha acabado, abrindo espaço para um novo e emocionante capítulo da minha história.

E, assim, revigorada, enxerguei meu sucesso e escolhi ser águia!

O propósito pode mudar quantas vezes quisermos

Meu propósito na empresa tinha terminado e um novo começou: “quero ajudar as pessoas!”.

Por enquanto é só isso! Não sei como fazer… não sei no que ajudar… mas também decidi que não preciso saber disso para vivê-lo, hoje.

Aqui, com a Lifelong Workers, ajudo pessoas a se conectarem com suas intuições e a se descobrirem nesse processo de transição de vida ou de carreira. 

Desde então, tenho me conectado com pessoas incríveis que, como eu, querem construir futuros desejados para si e para o planeta. 

Tenho aprendido muito sobre diversos temas (me descobri apaixonada pela inteligência espiritual), sorrido mais e evoluído mais facilmente (pelo amor). 

Impressionante como ressignifiquei a minha própria ideia de sucesso e me sinto muito mais “eu” bem sucedida nesse momento.

Quando um propósito é alcançado, outro vai surgir. Tudo muda! Seu propósito muda com você e com as mudanças que o mundo precisa.

Não é sobre o destino e sim sobre a jornada

“Um peixe foi até um ancião e disse:
– Tô procurando […] um tal oceano.
– O oceano? [o ancião falou] Você está no oceano!
– Isso? [disse o peixinho] Isso aqui é água. O que eu quero é o oceano!”

Filme “SOUL”

Quantas vezes buscamos a felicidade como algo pronto e não percebemos que ela está ao nosso redor? A frase acima, retirada do filme, exemplifica muita coisa.

Observe as crianças menores, a forma que elas encaram as coisas ao seu redor. Tudo chama a atenção, se encantam com as flores, sorriem para os bichinhos, querem tocar, experimentar tudo.

Ah, como nossa vida seria mais fantástica se voltássemos a olhá-la com os olhos de uma criança. 

A contemplação é uma das coisas que mais alimentam nossa alma e que, quase sempre, deixamos para o final da nossa lista de tarefas.

Será que ao entrarmos no fluxo da vida e deixarmos fluir sem tantas cobranças, não atingiríamos mais facilmente e prazerosamente nossas metas?

Não é tão simples, estou tentando, mas até aqui tem valido a pena para mim.

A importância do Propósito

O propósito de vida é algo importante e motivador.

“Quem tem um ‘porquê’ pode superar qualquer ‘como’.”

Viktor Frankl

Dr Frankl foi uma das vítimas do holocausto, e foi nos campos de concentração nazistas que teve sua grande descoberta.

A grande maioria dos sobreviventes tinha algo em comum: um propósito, algo que as motivaram a resistir.

Sendo assim, o que atrapalha (gerando muita ansiedade) é essa ditadura do propósito a que estamos expostos. Ninguém precisa de todas as respostas para começar a viver e construir a vida que deseja.

Tive a honra e a alegria de anfitriar uma troca sobre isso, com Oscar Calderon e Marcio Okabe.

Falamos sobre o que faz ou não faz sentido na busca pelo propósito, sobre o Ikigai, que é “a razão de viver” segundo os japoneses e a importância do autoconhecimento. Confira:

Programa Trocas que TransformamA ditadura do propósito”, oferecido pela Lifelong Workers.

Assim sendo, o propósito é algo que te motiva a levantar da cama todos os dias, que faz sim a vida ter um pouco mais de sentido. Basta ter em mente que é o seu sentido, o seu propósito. Não precisa ser grandioso ou nobre, apenas algo que toque o seu coração, e basta!

Experimente olhar para si com um novo olhar ao invés de se perceber com o olhar do que vem de fora, do outro se libertando de qualquer ditatura!

++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

Nos acompanhe nas redes! Estamos no LinkedIN, no Youtube, no Facebook e agora também no Instagram

Quer se juntar em nossa comunidade com demais Lifelong Workers?

Quer se juntar a #lifelongworkers com diversas histórias de vida prá compartilhar e aprendermos mutuamente?

E além disso, também fazer parte de nosso ambiente de vivências práticas, desenvolvendo-se em novas habilidades para o novo mundo do trabalho e da geração de renda? Inscreva-se aqui.

Quer participar de diálogos significativos em torno de nossas temáticas?

Inscreva-se em nosso canal no Youtube e veja o programa semanal Trocas que Transformam. Para participar ao vivo com a gente, é só se inscrever para receber o link antes da gravação do próximo episódio. Saiba mais aqui.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.